A primeira referência ao lugar do Canedo, data do século XIV, quando a abadessa de Lorvão Constança Soares concede as suas terras, com as da Ribeira, para que os moradores dos casais de Pampilhosa as arroteiem... Com o estabelecimento da Casa de Aveiro nesta região, no século XVI, as terras do Canedo ficam a pertencer-lhe. Os seus moradores pagavam rendas nos finais do século XVIII por haverem sido foreiros da Casa de Aveiro. A industrialização do século passado e as actividades ligadas ao comboio determinaram também a expansão do lugar, a partir da segunda metade do século. Muitos dos seus habitantes passaram a buscar trabalho nestes novos sectores.

O lugar provavelmente pertence desde sempre à igreja da Pampilhosa, por isso a capela do Canedo pertenceu também aos religiosos da Graça de Coimbra. Já no século XVII o seu orago era o São Lourenço e no século XVIII se fazia a sua festa.

Texto tirado de: «Pampilhosa oito séculos de historia» de Maria Alegria Fernandes Marques Pampilhosa oito séculos de historia