Capela São Joaquim

Situada no núcleo antigo da povoação e data do século passado.

É pequena, tem porta ogival, em cujo fecho se vê a data de 1904. Tem sacristia e torre construídas já no século vinte por Joaquim Baptista, que abriu também o oratório acima do altar onde se encontra a imagem do padroeiro.

Quanto a imagens, a actual do santo foi mandada executar no Porto, na segunda década deste século por Joaquim Baptista e Joaquim Maria Jordão. Possui ainda uma de Nossa Senhora dos Milagres, de S. João Baptista e Santa Teresa. A do padroeiro é a de melhor nível artístico; a da Senhora é tosca e primitiva e as outras correntes.

A primeira missa na capela foi rezada em 19 de Agosto de 1923, pelo arcipreste Francisco Ventura da Marmeleira do Botão.

A festa em honra do santo foi inaugurada em 18 de Agosto de 1918, por iniciativa de Joaquim Baptista e Joaquim Maria Jordão.

Em frente da capela situava-se o cruzeiro que hoje se encontra na Barrosa, termo do lugar.

 

Texto tirado de: «Pampilhosa oito séculos de historia» de Maria Alegria Fernandes Marques